segunda-feira, 23 de março de 2009

O Instrutor de Auto-Escola.


Ele é considerado um profissional da paciência. Muitas vezes mal visto, o instrutor de auto-escola tem uma vida sacrificada. E quem pensa que, para ingressar na profissão é só ter a carteira de habilitação em mãos, está equivocado. O candidato precisa fazer um curso autorizado pelo Denatran, ser maior de 21 anos, ter 2º grau completo (instrutor teórico e prático), e, no mínimo, dois anos de carteira de habilitação. Para dar aulas, tanto práticas quanto teóricas, é preciso um certificado e, portanto, estudar tudo de novo. Além disso, é necessário gostar de lidar com todo o tipo de público, ter facilidade em ensinar e paciência. O instrutor de auto-escola lida com a falta de aptidão de alguns alunos para a direção, o que aumenta a sua responsabilidade, e ainda precisa conviver com a falta de civilidade de outros motoristas – muitos se esquecem que um dia foram alunos e não poupam quem está na rua ensinando a dirigir. É um festival de ofensas, fechadas e outras agressões que não podem abalar o instrutor para que ele consiga passar ao aluno a serenidade que se espera de um motorista. Mesmo com tantos problemas, para esse profissional, é sempre um momento de realização ver o aluno, que chegou às suas mãos sem saber nada, sair com a carteira de habilitação depois de ser aprovado nas provas teórica e prática. No mercado de trabalho, o instrutor de aulas práticas tem duas opções: usar o veículo da auto-escola ou o próprio, desde que este atenda às normas do Código de Trânsito Brasileiro, como a pintura. No caso de aulas com o automóvel da empresa, o instrutor recebe 25% do valor de cada aula. Por exemplo, se ela custar R$ 20, o instrutor vai receber R$ 5. O que usa o próprio carro, chamado de agregado, paga os 25% para a auto-escola. Entretanto, o profissional que forma motoristas tem dificuldades para dirigir sua própria vida. Os salários são baixos e muitos só recebem quando têm alunos. Como não existe regulamentação da profissão na maioria das cidades, o instrutor não recebe benefícios comuns a outras profissões. A categoria gostaria de ter um plano de carreira e salário, atualização no valor do tíquete, pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e cesta básica. Em algumas cidades paulistas, os instrutores até fizeram greve para exigir a criação de um PLR. Os trabalhadores gostariam de garantir uma carga horária de 220 horas por mês para evitar o excesso de trabalho e salários maiores para os que atuam há mais tempo na profissão. É um preço que eles consideram justo por uma missão de tanta importância para o desenvolvimento das cidades.
Fonte: Folha Universal.

16 comentários:

Anônimo disse...

Meu instrutor está se saindo um tremendo "cavalo" eu não tenho experiência nenhuma, nunca dirigi e ele está sendo super estúpido, não estou falando de ficar dando risadinhas nem de frescurinhas, mas se a pessoa nunca dirigiu e reduz a velocidade num cruzamento, é certo ele te chamar de tartaruga pq a preferência era tua?

Lilian

Anônimo disse...

é certo sim, sua anta vai dirigir fogão

OBER_DAN ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
OBER_DAN ALVES disse...

OLÁ RICARDO! GOSTEI DESTA MATÉRIA POSTADA POR VC! REVELA BEM A SITUAÇÃO DOS INSTRUTORES DE AUTO ESCOLAS PELO BRASIL A FORA... SE VC PERMITIR GOSTARIA DE POSTA-LA EM MEU BLOG... ME AVISE SE EU PUDER... ATÉ MAIS.

Anônimo disse...

cara vc ta errado nessa sua materia.o possivel instruto tem que ter o 1ºgrau completo e não o 2ºgrau.

Anônimo disse...

ah e outra coisa.você pegou isso de outro site fi não coloque os creditos a vc. :)

Anônimo disse...

Lilian eu acho melhor vc trocar de instrutor eu tambem sou instrutor nunca falo com aluno assim!Desanima o aluno e provavelmente o instrutor fica sem aluno

Lucas disse...

referindo-se a postagem de 14 de janeiro de 2010 por favor só faça comentarios qndo tiver certeza do que esta falando 1ºgrau,é preciso qndo se quer dar aula pratica porem qndo se tem o interesse de dar aula pratica e teorica q inclusive na materia esta entre( )tem a necessidade de ter o 2ºgrau.entendeu agora ou quer q desenhe pra vc obrigado pela participaçao!!!!

Anônimo disse...

é realmente nós instrutores não somos valorizados na maioria das vezes nem pelos cfcs e nem pela maioria dos alunos.
aqui onde eu trabalho mesmo ja tive e tenho alunos que se tornaram amigos e outros só se aproximam por interesse.
ainda + agora com a meta de índice de aprovação é que o instrutor tem que ser + paciente mesmo.A e só confirmando com total certeza o que ja foi dito ai para ser instrutor teórico tecnico e prático de direção veícular tem que ter o segundo grau mesmo e mais ainda agora tem que ter a categoria D tambem.

Anônimo disse...

Oi Instrutor tem que ser valorizado sim,mas aquele que gosta do que faz não aquele que não teve outra opção e fez o curso por fazer,em primeiro lugar instrutor tem q tratar os alunos com carinho pois são os alunos que trazem teu pão de cada dia, na autoescola que trabalho se tiver alguma reclamação de aluno eu vou para o olho da rua, então instrutores sem paciência pensem bem antes de começar cada aula.

Anônimo disse...

O instrutor tem que ter paciência, ele não deve falar em tô desagradável ou agressivo com o aluno, afinal de conta ele é um aprendiz!

Anônimo disse...

Alguém sabe me dizer se o aluno danificar o carro da Auto Escola quem é o responsavel pelo os danos no carro?

bruno disse...

Estou na minha terceira aula prática
e meu instrutor também é um pouco nervoso, já na primeira aula disse a ele que nunca havia pegado num volante, mas eu acho que ele não escutou, pois quando cometo um erro ele age como se eu soubesse dominar completamente o automóvel. Percebi que é necessária paciência de ambas as partes, pois quando a dele acaba a minha tem que entrar em ação.

carlinha disse...

meu instrutor é bastante empenhado e não desiste da gente não, no começo são mais dóceis daí depois começam a ficar mais bravinhos,mais não tenho o que reclamar. instrutor tem de ter muita paciência e respeito e merecem o mesmo em troca.

Anônimo disse...

o instrutos da minha namo ta mandando sms pra ela dando em cima dela o que eu fasso??ele sabe que sou namo dela pq ja levei ela varias vezes e qundo ela foi sozinha um dia mando mensagem no celular dela.

Instrutor Valter disse...

Ser instrutor é ser educador e por fim um transformador de gente.
Precisa ser educado e com pudor, ter discernimento para encontrar através da observação, da conduta do aluno, seja falando, gesticulando, tom da voz, cacoetes, etc. Para encontrar uma maneira de orientar o aluno e dar lhe confiança e segurança naquilo que ela está procurando ou seja, ser um bom motorista para si e para toda a coletividade e não mais um revoltado como a tantos que facilmente se vê em nosso transito, sou instrutor tenho paciência e educação.