sábado, 5 de dezembro de 2009

Bom em alguma coisa.


Sou um jovem de 30 anos de idade, um cara simples, mas não comum. Percebo que ao meu redor as pessoas tem imensas vaidades, algo até normal no maldito capitalismo que vivemos e o mesmo é cada vez mais selvagem.

A minha vaidade é diferente, lógico que gosto de um bom carro, uma boa moto e coisas que me proporcionam prazer e conforto. A diferença é que a maior vaidade que tenho é a de ser bom em alguma coisa. O problema é que com o passar dos anos e já com os 2 pés na 3ª década de vida, vejo que não é bem assim.

Pensei que fosse um bom motorista, um bom motociclista, um bom filho, um bom irmão, um bom colega, um bom estudante, um bom professor e até pensei que pudesse ser um bom letrista ou escritor.

Minha noiva me mostra que sou um bom noiva, mas eu sei que posso melhorar muito, aliás o meu grande problema é com a crítica, isso já foi dito por um grande amigo que é o meu xará (Ricardo Rodrigues), sei que preciso aceitar mais as críticas, só que as mesmas me causam uma dor enorme, mas se a dor é a pedra do crescimento eu deveria encarar numa boa!

Tenho certeza de que vou crescer muito no dia em que aceitar bem uma crítica, na teoria é fácil, mas na prática é muito difícil.

Um comentário:

Helinha disse...

Sim, é preciso pelo menos ter serenidade para ouvir as críticas, se queremos crescer...

Nem sempre temos que aceitar as críticas, podemos contestar, pois não quer dizer que as pessoas estejam sempre certas ao nos criticar... mas temos que aceitar ouvi-las!

Acredito que, atualmente, 30 anos seja bem um início de nossa vida ainda... depois dos 30 ainda temos muito pra viver... e, sinceramente, enquanto vivemos, temos que aprender...

Portanto, vc ainda tem muitos anos de aprendizado pela frente!!

Beijos!!