quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Médicos Cubanos, vão tomar no...


Sempre fui totalmente contra qualquer tipo de trabalho estrangeiro no Brasil.
Quem me conhece um pouco, sabe que odeio os Estados Unidos.
Mas não sou imbecil, ao ponto de fechar os olhos para a carência de Médicos em nosso país.
Os nossos Doutores não querem atender em qualquer lugar, pois se acham superiores e acham pouco ganhar R$ 10.000,00 por mês, depois de tanto gastar em suas Faculdades.
Ok, querem trabalhar em chiques consultórios com ar condicionado.
Foram colocadas as oportunidades para os Médicos Brasileiros trabalharem em locais de difícil acesso, afinal de contas, a doença não escolhe pessoa nem lugar. Os Doutores do Brasil não se interessaram, então o jeito foi o Governo importar Médicos de Cuba, que diga-se de passagem, são maravilhosos profissionais.
Se eles aceitam o regime do país deles, quem somos nós para julgá-los chamando-os de escravos?
Sempre fui contra o PT, mas desta vez tenho que concordar que o Governo não tinha outra alternativa.
Fiquei chocado com a hostilidade de alguns Brasileiros com os Médicos Cubanos. Pareciam bandidos e não profissionais do bem.
Achei estranho, os Cearenses, que tanto sofreram preconceito, agora devolvendo a mesma agressão para com os Cubanos.
Agora eu pergunto: - Se fossem Médicos Americanos, loiros, será que seriam tratados assim?
Aqui no Brasil, os Americanos podem cortar nossas árvores, defecar em nossas ruas e até fazer sexo com mulheres de alguns senhores.
O que é mais importante, a visita do Papa ou Médicos para cuidar dos nossos doentes dos lugares mais afastados?
Tenho medo da resposta.



Nenhum comentário: